Remédios interferem nos exercícios?

Apesar de serem indispensáveis nos tratamentos de algumas doenças, os medicamentos podem interferir negativamente na saúde do corpo da mulher, especialmente, quando relacionado às atividades físicas.

Você sabia que um simples antibiótico pode enfraquecer o tendão calcâneo (ou de Aquiles), o que facilita o surgimento de lesões? Quanto mais forte for o medicamento, mais riscos ele possui, mesmo após o fim do tratamento. Vale ressaltar que os antibióticos indicados para infecções urinárias são mais leves e, por isso, nocivos.
Para mulheres que sofrem de arritmia ou pressão alta, e necessitam tomar medicamentos betabloqueadores, é comum haver fraqueza, tontura ou mesmo fadiga durante as práticas físicas. Portanto, tome cuidado para não passar mal ou mesmo se machucar.
Os antidepressivos, por sua vez, naturalmente deixam a boca mais seca. Quando aliados à prática de exercícios, a hidratação deve ser redobrada. Até mesmo os simples anti-histamínicos (remédios para alergias) podem ter seus malefícios. Este tipo de medicamento costuma provocar mais sono e, por isso, os reflexos podem ficar mais lentos, o que pode ocasionar lesões.
O cuidado, hidratação e atenção são sempre essenciais na prática de qualquer atividade física. É imprescindível consultar um médico para praticar atividades físicas e estar com a saúde em dia.
Já pensou em iniciar um tratamento estético e mudar o seu conceito de bem-estar? Dê um pulinho na Onodera e marque já a sua avaliação gratuita personalizada!