Projeto verão: os benefícios dos alimentos integrais

Substituir os alimentos processados pelos equivalentes integrais é uma ótima alternativa para quem quer perder os quilinhos extras. Os alimentos integrais apresentam inúmeras vantagens nutricionais, como a retenção do conteúdo de fibras que, entre outros benefícios, prolongam a saciedade, reduzindo a fome e, consequentemente, a quantidade de alimentos ingerida.

Os alimentos integrais podem ser definidos como aqueles cuja estrutura não foi alterada, mantendo a integridade de seus nutrientes sem a perda de valores qualitativos e quantitativos. Sendo assim, eles são mais nutritivos do que os refinados, já que contêm maior quantidade de fibras, vitaminas e minerais.

A aveia em flocos, um dos cereais mais ricos em proteínas, ajuda a manter normais as taxas de glicose sanguínea, melhorando a circulação e a função intestinal, enquanto a farinha de soja, obtida através da moagem de grãos selecionados e desengordurados da soja, possui um excelente teor de fibras, com baixo teor de gorduras.

O açúcar mascavo (ele não passa pelo processo de branqueamento, que é a adição de produtos químicos e refino), por exemplo, é uma ótima opção no preparo de bolos, doces, tortas, geléias e sucos. Já arroz integral é fonte de fibras, proteínas, minerais e vitaminas do complexo B.

Substituir os alimentos processados pelos equivalentes integrais só traz benefícios à saúde. Mas antes de incluir esses maravilhosos alimentos à sua dieta, é sempre bom consultar um nutricionista.

Dica Onodera:
Para exibir um corpo com tudo em cima e combater a temida celulite, o tratamento estético OnoSculpt é perfeito. O procedimento se dá através das terapias combinadas que ativam o sistema circulatório, reduzem a célula de gordura, aumentam a oxigenação e nutrição, reduzem o edema (inchaço) e ajudam na mobilização tecidual.