A importância da higiene íntima

A área íntima da mulher precisa de cuidados tanto quanto o resto do corpo. Além de fazer os exames ginecológicos regularmente, como o pélvico e das mamas, por exemplo, é necessário que a área seja higienizada diariamente.

Antigamente vista como um assunto tabu, a higiene íntima é hoje um dos tópicos obrigatórios a serem discutidos nas consultas ao ginecologista. O mesmo cuidado em que temos ao escolher o xampu ideal para cada tipo de cabelo ou o melhor rímel para realçar o olhar, também tem que ser aplicado com os sabonetes para a região íntima.

A vagina contém um pH ácido que funciona como uma capa e protege a pele da proliferação de bactérias. Porém, ele pode se desequilibrar devido aos inúmeros fatores externos, como o uso de roupas justas e sintéticas, a realização de depilação com cera e o excesso de estresse.

Esses fatores, então, podem ajudar a irritar a área íntima ou a prejudicar a sua ventilação, criando assim um ambiente propício ao desenvolvimento de doenças e infecções. Além disso, a água remove somente 65% de todas as impurezas locais, deixando os outros 35% intactos. Por isso, esse tipo de higiene é visto como essencial.

A escolha e o uso dos sabonetes


É indicado que os produtos para a higiene íntima sejam líquidos, com pH ácido (pH entre 4,2 e 5,6), hipoalergênicos, que produzam pouca espuma e que não contenham substâncias antissépticas, como triclosan e clorexidina.Quanto à aplicação, o sabonete deve ser diluído em água corrente e usado apenas na parte externa da região – vulva, virilha e ânus – , sem entrar em contato com a parte interna. O movimento deve ser circular e com duração de 2 a 3 minutos. Além disso, é aconselhável que esse tipo de higienização seja realizado de 1 a 3 vezes ao dia durante os climas quentes e uma vez ao dia durante os frios.Já no período menstrual, época em que o pH vaginal é alterado, vale aumentar a frequência de higienização. Outra recomendação é, se a pele da vulva for ressecada, usar um hidratante específico no local. Para as mulheres que possuem uma rotina agitada, o uso de lenços umedecidos hipoalergênicos e com pH ácido também ajudam a manter a região limpa ao longo do dia.Mas todas as recomendações acima não substituem a visita ao ginecologista. O ideal é estar sempre com os exames em dia e visitar regularmente o médico especialista.

E para complementar os cuidados, por que não um
tratamento estético? Marque a sua
avaliação gratuita personalizada na
Onodera, e encontre o
tratamento ideal para você!